...NÃO MOSTRES A DEUS O TEU MAIOR PROBLEMA, MAS MOSTRA AO TEU PROBLEMA O TAMANHO DE DEUS...

16 de março de 2009

A MINHA TARTE DE AMORAS SILVESTRES




Preparação da Massa Areada:
250 g de farinha
70 g de açúcar
1 ovo
140 g de margarina
Mistura-se num recipiente a farinha com o açúcar colocando a seguir o ovo. De seguida coloca-se a margarina aos bocadinhos para facilitar o amassar da massa. Amassa-se tudo, até ficar uma bola de massa, a qual não se poderá agarrar ás mãos. Deixa-se descansar a massa pelo menos 1 ou 2 horas no recipiente.
Preparação da Tarte:
Massa Areada
2 pacotes de natas
70 g de açúcar
Estende-se a massa areada, preparada anteriormente, na forma de tartes, devendo ser préviamente untada com margarina. Esta deve cobrir integralmente toda a forma, inclusive os rebordos. Depois da massa estar já colocada, pique com um garfo em toda a massa, de forma a que a cobertura posterior agarre á massa. Coloca-se então as amoras até cobrir a forma. Á parte, misturam-se as natas com o açúcar num recipiente, e cobre-se a tarte com o preparado. Nesta altura, já o forno deve estar quente. Por fim, polvilha-se a tarte com canela misturada com açúcar amarelo e leva-se a cozer a uma temperatura de 170ºC. Note-se que, a temperatura poderá variar de forno para forno. Deixa-se estar 45m a 1 hora a cozer, devendo confirmar nesta altura se a massa já se encontra cozida, com aspecto alourado, espetando um palito tanto na massa como também na cobertura. Normalmente a cobertura pode parecer que não está cozida porque apresenta um aspecto mole mas o que acontece realmente, é que ela só fica consistente quando se tira a tarte do forno e se deixa arrefecer, podendo-se, quando esfriar, colocar de seguida no frigorífico.



BOM APETITE!





14 comentários:

  1. Que bom adoro frutos silvestres, amoras! Mas se fizer tem de ser das congeladas, porque não arranjo frescas. mas deve ficar boa na mesma. Bjs

    ResponderEliminar
  2. Também faço muita vez trte de amoras...sempre que é época delas a bem dizer...a tua ficou linda...beijinho

    ResponderEliminar
  3. Quemme dera uma fatiazinha! Eu comi algumas selvagens no Verão do ano passado, mas não sobrou para que eu as congelasse :)

    ResponderEliminar
  4. Que linda torta, deu água na boca, mas aqui também só tem congeladas, oq é uma oena. Bjs

    ResponderEliminar
  5. Amiga como eu sei que esta tarte é mesmo uma delicia:)))Adoro e este ano lá vamos outra vez ou não???Não precisamos de tantas não achas?Beijinhos com muito carinho

    ResponderEliminar
  6. Lindas essas amoras e que graúdas! As nossas são menores começam a dar em agosto/setembro! Elas dão pelas ruas donde moro e aproveitamos para levar um pouco para casa e fazer delícias!

    bjs

    ResponderEliminar
  7. Natércia que tarte fantástica!Onde apanhou tantas amoras!!!Adorei.Um bjs:))

    ResponderEliminar
  8. Tia Naterçia ficou linda a tua tarte,jinhos grandessssssssssss

    ResponderEliminar
  9. Deve ter ficado muito gostosa!!!!
    E que cesta maravilhosa. A natureza é mesmo muito generosa...
    Gostaria de fazer pois tenho um pé de amoras no jardim que está carregadinho.
    Mas tenho uma dúvida: o que é um pacote de nata? Qual a quantidade?
    É nata mesmo( do leite) ou é outro creme?
    bjs

    ResponderEliminar
  10. Está realmente linda esta tarte. É pena ainda não ter amoras frescas.

    ResponderEliminar
  11. Uau....Adoro amoras, mas os pinhais para aqui onde as havia, foram transformados em prédios e mais prédios, agora até congeladas é dificil arranjar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Natércia, tu sabes que eu adoro amoras e pões estas coisas aqui só para me provocar, não é?
    Uma beijoca grande para ti minha querida!

    ResponderEliminar
  13. Lindaaaaa
    Espero que estejas Melhor :)
    Eu tenho andado c/ muito trabalho, por isso as visitas são bem poucas .

    Bjo e as Melhoras :)

    ResponderEliminar

Abra o Tacho e deixe o seu comentário! Obrigada...do fundo do meu coração.♥♥